COMO ESCOLHER A SUA PRANCHA DE SUP – STAND-UP-PADDLE

Img Sup Stand Up Paddle

Escolha bem a sua prancha de SUP (Stand-up-paddle):

Quanto à prancha, deve avaliar:

  • A manobrabilidade: dependerá das dimensões e do shape (formato geral da prancha). Quanto mais pequena a prancha for em tamanho mais manobrável será. No entanto será menos estável e, como tal, pouco adaptada para um praticante que se inicia. O mesmo se passa com uma prancha de forma estreita, ela será mais manobravél mas menos estável. Já as pranchas de SUP mais finas e compridas são mais indicadas para os praticantes que favorecerem mais a velocidade que as ondas.

  • A estabilidade: vai depender das formas gerais da prancha. Quanto mais “volumosa” for a prancha, maior o poder de flutuação e portanto o SUP será mais estável. O comprimento da prancha também é um factor a ter em conta para avaliar a estabilidade de uma prancha.

  • A Solidez: vai depender dos componentes e da tecnologia utilizada na prancha.

Prancha Epoxy

Prancha concebida com uma resina firme e coberta com um verniz que se chama Gel Coat. Este tipo de prancha resiste às mossas, mas está sujeita a que a pintura lasque.

Prancha Poliéster

Prancha concebida com uma resina mais suave. Este tipo de prancha está sujeita a mossas, mas é facilmente reparável, ao contrário das pranchas em epoxy. A utilização de ripas de madeira no nucleo reforça igualmente a solidez da prancha.

Prancha Mousse

Prancha concebida em espuma de poliestireno. Este material tem como característica o facto de absorver os choques e evitar as mossas. A utilização de ripas em madeira reforça igualmente a solidez da prancha.

  • O seu nível, assim como a sua implicação na prática: Uma prancha de SUP em espuma [mousse] será mais que suficiente para uma utilização lazer e em passeio. No entanto, se desejar praticar de uma forma mais desportiva e regular, uma prancha SUP em epoxy será mais adaptada, pois é mais sólida e proporciona um melhor deslize.

Escolher a sua pagaia de SUP:

Img Pagaia Stand Up Paddle Sup
  • A escolha da sua pagaia: para um praticante que se está a iniciar é preferível uma pagaia ajustável, pois ela permite fazer variar o tamanho em função da sua progressão. Para os praticantes de SUP mais experientes, aconselhamos uma pagaia de SUP de tamanho fixo, pois será mais sólida e leve.

  • Dica: Para saber qual o tamanho de pagaia que se ajusta melhor a si, coloque-a na vertical à sua frente. Com a pala pousada no solo o seu pulso deve ficar sobre a pega, quando o braço está estendido sobre a sua cabeça.

    O transporte da sua prancha de SUP:

  • A capa: permite-lhe evitar os impactos sofridos durante o transporte do seu material. Aconselhamos que o transporte da prancha de SUP seja feito sobre barras de tejadilho, para evitar encher completamente o interior do veículo e reduzir a visibilidade da estrada.

    Saco estanque: Utilize um saco estanque para transportar as suas chaves, lanche ou uma garrafa de água. Aconselhamos a utilização de um saco estanque nos seus passeios.

Não se esqueça, para uma prática com toda a segurança:

  • O leash: é um acessório de segurança que lhe permite recuperar facilmente a sua prancha em caso de queda. O comprimento do leash em SUP deve ser no mínimo de 3 metros, para um máximo de segurança. É indispensável usar um leash quando for andar, mesmo em águas calmas e sem ondas. No entanto, para uma utilização em ondas, é importante usar um leash adaptado especificamente à prática de SUP.

  • O wax: utilize wax para favorecer a aderência. É muito raro colocar wax numa prancha de SUP pois por norma está aplicado um PAD ou uma zona antiderrapante na maioria dos SUP. No entanto, se não tem PAD ou se o PAD lhe parece muito curto, pode sempre utilizar wax para evitar que escorregue durante a prática.

  • A t-shirt anti-UV: para se proteger dos raios solares nocivos, aconselhamos fortemente a utilização de uma t-shirt anti-UV.

O SUP é considerado como um equipamento de praia e como tal não está adaptado a passeios a mais de 300 metros da orla marítima. A utilização de um colete de salvamento não é obrigatória, mas aconselhável, especialmente às pessoas que não estão à vontade na natação.

Isolamento térmico: tanto para praticar em águas mais frias como para se proteger do vento quando está molhado, é preferível usar um top térmico ou um fato em neoprene. Finalmente, no que diz respeito aos riscos de choque térmico, aconselhamos a que se molhe, para prevenir o choque térmico em caso de queda, depois de ter remado durante algum tempo.

Descubra a nossa seleção de SUP

Img de paddle